Retiro Mensal

RETIRO DO TEMPO DO ADVENTO

Painel do Tempo do Advento

“Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade, e a vossa salvação nos concedei!”
(Antífona do Evangelho)

A bondade do Senhor nos inebria da graça de celebrarmos mais um Advento. Tempo de contemplarmos a vinda primeira do Salvador e de nos colocarmos em contínua vigilância para o dia que o Senhor virá e nos guiará no caminho da paz.

Celebramos unidas a toda a Igreja e, de maneira especial, as urgências do mundo e do nosso país, que geme e sofre diante da dor dos nossos irmãos e irmãs, vítimas de um sistema corrompido que maltrata e oprime aqueles que são mais necessitados. Deixemo-nos guiar pela Palavra e pelo Espírito para escutarmos a voz de Deus que nos impele à irmos além das nossas fronteiras.


LITURGIA DA PALAVRA


Mc 13, 33-37 | Is 63, 16b-17.19b; 64, 2b-7 | Sl 79 | 1Cor 1, 3-9

“O que vos digo, digo a todos: Vigiai!” Enquanto aguardamos a manifestação de Jesus Cristo, assumimos a nossa condição de servos fieis e atentos às necessidades do Reino, pois não sabemos quando “chegará o momento” e não é bom que ao chegar “Ele vos encontre dormindo”. O Evangelho nos coloca diante da nossa responsabilidade de anunciadores da promessa de Deus, cabe a nós estarmos preparados, mas também nos cabe a ação solidária de construímos o Reino de justiça e de paz: “deixou a casa sob a responsabilidade de seus empregados, distribuindo a cada um sua tarefa”.

O profeta Isaías eleva a Deus o clamor da comunidade de ontem: “Ah! Se rompesses os céus e descesses!” E nós elevamos as nossas vozes unidas a comunidade de hoje: Vem, ó Deus! Vem ao encontro da nossa fraqueza, da nossa sede e dai-nos o discernimento necessário para continuarmos no caminho da Verdade. Elevamos a Deus nossa prece, porque acreditamos que “Deus é fiel” e que por Ele somos chamadas “à comunhão com seu Filho, Jesus Cristo. Senhor nosso.”
 

Texto da Ir. Micaela Monetti, em carta circular enviada às Irmãs em 21.11.2017


“Maranatha! Vem, Senhor Jesus! É o grito orante da Igreja esposa que a cada ano, especialmente no advento, se faz mais intenso e completo. ‘Vem, Senhor Jesus! Vem salvar-nos, porque é disso que necessitamos: de salvação, a salvação plena e definitiva que somente Vós, podeis nos dar, Senhor da vida’. O Senhor veio, virá e vem a cada dia, em cada momento no qual podemos conscientemente dizer: Hoje. Escutemos a confortadora palavra de Jesus: Hoje devo ficar na tua casa (Lc19, 1-10). Ele deseja entrar na ‘casa’ da minha vida, da comunidade, da Congregação, da Igreja e da sociedade em que vivemos e atuamos, da história, etc. E nós somos chamadas, neste tempo mais do que nunca, a sair: como as virgens da parábola, que saíram ao encontro do esposo.”

 

PREFÁCIO DO ADVENTO, I
“Revestido da nossa fragilidade, ele veio a primeira vez para realizar seu eterno plano de amor e abrir-nos o caminho da salvação. Revestido de sua glória, ele virá uma segunda vez para conceder-nos em plenitude os bens que prometidos que hoje, vigilantes, esperamos.”