Retiro Mensal

NATAL DO SENHOR JESUS ANO C
       25 de dezembro
    
1. Aprofundando os textos bíblicos: Isaías 9,1-6; Salmo 96 (95); Tito 2,11-14; Lucas 2,1-14
O nascimento de Jesus é situado no tempo do imperador Cesar Augusto. José, descendente de Davi, sobe com Maria a Belém para o recenseamento. Jesus nasce em Belém, realizando a promessa de Mq 5,1-4a. Os pastores, representantes dos pobres e excluídos, recebem o anúncio da Boa Notícia: Não tenhais medo! Hoje nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor (vv.10-11). O nascimento do Salvador, que é motivo de alegria para todo o povo, é narrado à luz do mistério pascal. O menino envolto em faixas e deitado na manjedoura já é anúncio de sua morte, quando seu corpo será enfaixado e colocado no sepulcro (23,53). O menino, que nasce na extrema pobreza, é o Messias esperado, o Senhor manifestado na ressurreição, o autêntico Salvador. O anúncio do anjo ressoa no céu e na terra: Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na Terra (v.14). O Messias Salvador traz a paz verdadeira, que abrange todos os bens. Rendem-se graças a Deus pela revelação do amor gratuito em Cristo. Jesus realiza plenamente a esperança do povo, que andava nas trevas e viu uma grande luz.  Isaías, na 1ª leitura, anuncia uma grande alegria: Nasceu para nós um menino, um filho nos foi dado. Ele se chama Conselheiro maravilhoso, Deus forte, Pai para sempre, Príncipe da Paz. O povo vivia num contexto de opressão e o nascimento do filho de Acaz, herdeiro do trono,  ilumina a esperança de um novo rei para consolidar a justiça. O/a salmista louva pela presença libertadora do Senhor com um cântico novo. O Senhor manifesta seu amor, estabelecendo a justiça e a fidelidade em todo o universo. Na 2ª leitura, Cristo revela o amor e a benevolência de Deus, manifestando a salvação a todos os seres humanos. Pelo batismo, participamos da graça da redenção, que nos capacita a praticar o bem, a viver com equilíbrio, justiça e piedade. 

2. Atualizando
A chegada do Messias Salvador é a Boa Notícia para todos os povos, pois ele traz a vida e a paz em plenitude para toda a humanidade. Sua manifestação na história, no seio de um povo sofrido e dominado, é apelo a viver o amor, a justiça e a solidariedade.  

3. A palavra de Deus na celebração
“Alegremo-nos todos no Senhor: hoje nasceu o Salvador do mundo, desceu do céu a verdadeira paz!”(antífona de entrada). Não há mais o que temer. Quem andava nas trevas viu uma grande luz. O Salvador do mundo está no meio de nós. Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens e mulheres por ele amados/as.

       4. Dicas e sugestões
O hino do glória é entoado solenemente. Enquanto toda a assembleia canta jubilosa podem ser realizados gestos que expressam a alegria e o júbilo, como por exemplo: o toque do sino da Igreja, a incensação do altar.