20/10/2019


29º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO C

1ª Semana do Saltério. Missa própria ou para Diversas Circunstânicias n. 14A e B: Glória, Credo, Prefácio dos domingos comuns.

DIA MUNDIAL DAS MISSÕES E OBRAS PONTIFÍCIA DA INFÂNCIA MISSIONÁRIA.

 

Aclamação ao Evangelho
Aleluia, Aleluia, Aleluia.

A Palavra de Deus é viva e eficaz , em sua ações;
penetrando os sentimentos, vai ao íntimo dos corações.


EVANGELHO

Deus fará justiça aos seus
escolhidos que gritam por ele.


Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 18,1-8
Naquele tempo:
Jesus contou aos discípulos uma parábola,
para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre,
e nunca desistir, dizendo:
'Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus,
e não respeitava homem algum.
Na mesma cidade havia uma viúva,
que vinha à procura do juiz, pedindo:
`Faze-me justiça contra o meu adversário!'
Durante muito tempo, o juiz se recusou.
Por fim, ele pensou:
'Eu não temo a Deus, e não respeito homem algum.
Mas esta viúva já me está aborrecendo.
Vou fazer-lhe justiça, 
para que ela não venha a agredir-me!''
E o Senhor acrescentou:
'Escutai o que diz este juiz injusto.
E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos,
que dia e noite gritam por ele?
Será que vai fazê-los esperar?
Eu vos digo que Deus lhes fará justiça bem depressa.
Mas o Filho do homem, quando vier,
será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?'
Palavra da Salvação.

PRIMEIRA LEITURA

E, enquanto Moisés conservava a
mão levantada, Israel vencia.

Leitura do Livro do Êxodo 17,8-13
Naqueles dias:
Os amalecitas vieram atacar Israel em Rafidim.
Moisés disse a Josué:
'Escolhe alguns homens e vai combater
contra os amalecitas.
Amanhã estarei, de pé, no alto da colina,
com a vara de Deus na mão'.
Josué fez o que Moisés lhe tinha mandado
e combateu os amalecitas.
Moisés, Aarão e Ur subiram ao topo da colina.
E, enquanto Moisés conservava a mão levantada,
Israel vencia;
quando abaixava a mão, vencia Amalec.
Ora, as mãos de Moisés tornaram-se pesadas.
Pegando então uma pedra,
colocaram-na debaixo dele para que se sentasse,
e Aarão e Ur, um de cada lado
sustentavam as mãos de Moisés.
Assim, suas mãos não se fatigaram até ao pôr do sol,
e Josué derrotou Amalec e sua gente a fio de espada.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL

Salmo 121 (120),1-2.3-4.5-6.7-8 
Do Senhor é que me vem o meu socorro, 
do Senhor que fez o céu e fez a terra. 


Eu levanto os meus olhos para os montes:
de onde pode vir o meu socorro?
'Do Senhor é que me vem o meu socorro,
do Senhor que fez o céu e fez a terra!' 


Ele não deixa tropeçarem os meus pés,
e não dorme quem te guarda e te vigia.
Oh! não! ele não dorme nem cochila,
aquele que é o guarda de Israel! 


O Senhor é o teu guarda, o teu vigia,
é uma sombra protetora à tua direita.
Não vai ferir-te o sol durante o dia,
nem a lua através de toda a noite. 


O Senhor te guardará de todo o mal,
ele mesmo vai cuidar da tua vida!
Deus te guarda na partida e na chegada.
Ele te guarda desde agora e para sempre! 

SEGUNDA LEITURA

O homem de Deus seja perfeito e
qualificado para toda a boa obra.

Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo 3,14 - 4,2
Caríssimo:
Permanece firme naquilo que aprendeste
e aceitaste como verdade;
tu sabes de quem o aprendeste.
Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras:
elas têm o poder de te comunicar a sabedoria
que conduz à salvação pela fé em Cristo Jesus.
Toda a Escritura é inspirada por Deus
e útil para ensinar, para argumentar,
para corrigir e para educar na justiça,
a fim de que o homem de Deus seja perfeito
e qualificado para toda boa obra.
Diante de Deus e de Cristo Jesus,
que há de vir a julgar os vivos e os mortos,
e em virtude da sua manifestação gloriosa
e do seu Reino, eu te peço com insistência:
proclama a palavra,
insiste oportuna ou importunamente,
argumenta, repreende, aconselha,
com toda paciência e doutrina.
Palavra do Senhor.

COMENTÁRIO DOS TEXTOS BÍBLICOS DO 29º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO C

20 de outubro de 2019


1. Aprofundando os textos bíblicos: Êxodo 17,8-13; Salmo 121 (120); 2Timóteo 3,14-4,2; Lucas 18,1-8
A parábola do juiz e da viúva é introduzida com o apelo para orar sempre, sem jamais esmorecer.  A viúva indefesa denuncia o adversário injusto e persevera na busca por justiça. Sua figura iluminava a missão das comunidades primitivas, diante da realidade hostil e opressora. O juiz não temia a Deus, nem respeitava o ser humano. Assim, deixava de socorrer o oprimido, fazer justiça ao órfão, defender a viúva (Is 1,17).  Mas, diante da insistência da pobre viúva, fez-lhe justiça. A atitude do juiz iníquo ilustra o ensinamento de Jesus: E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite clamam por ele? O Senhor, título atribuído a Jesus após a ressurreição, consola os discípulos com a certeza que Deus fará justiça bem depressa, pois ele é rico em misericórdia. O Pai escuta o clamor dos filhos oprimidos e torna-se seu Defensor e Libertador (Ex 22,20-22; Dt 10,18; Sl 82,3-4). O exemplo de Cristo, o Filho do Homem glorificado por sua fidelidade ao plano de salvação, impele seus seguidores a permanecer vigilantes na fé e oração. O desafio é manter a fidelidade a Jesus e ao seu projeto até a sua vinda gloriosa, cooperando na construção do reinado da justiça: O Filho do Homem, quando vier, será que vai encontrar fé sobre a terra?  A 1ª leitura mostra que Deus liberta o povo através da ação humana. Enquanto Moisés mantinha as mãos levantadas, implorando o auxílio divino, os hebreus superavam os obstáculos da caminhada pelo deserto. O salmo ensina a confiar no auxílio e proteção do Senhor, como os antigos romeiros durante as peregrinações a Jerusalém.  A 2ª leitura ensina a buscar o sustento da fé na fonte da verdade, que é a palavra de Deus na Escritura Sagrada.  A palavra indica o caminho da vida, sendo ressaltada por quatro verbos fortes: ensinar, argumentar, corrigir e educar na justiça.


2. Atualizando
Deus ouve os que clamam por justiça. A fé confiante, expressa na oração insistente e no amor misericordioso, leva a socorrer as necessidades urgentes e a colaborar com outras instituições para organizar estruturas mais justas, onde não haja iniquidade (Aparecida, 384).    


3. A palavra de Deus na celebração
Estamos diante do Senhor que é capaz de inclinar seu ouvido e nos escutar. Nesta relação íntima com Deus, Ele nos oferece a salvação que implica compromisso. Com o coração agradecido por tão imenso dom, respondemos prestando nosso louvor e ação de graças a Ele. 


4. Dicas e sugestões
Preparar bem a celebração para que fique bem explicito o diálogo entre Deus e a comunidade celebrante. 

TEXTOS EUCOLÓGICOS: 29º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO C

Antífona de entrada
Clamo por vós, meu Deus, porque me atendestes; inclinai vosso ouvido e escutai-me. Guardai-me como a pupila dos olhos, à sombra das vossas asas abrigai-me.


Oração do dia
Deus eterno e todo poderoso, dai-nos a graça de estar sempre ao vosso dispor, e vos servir de todo o coração.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do espírito Santo.


Sobre as oferendas
Dai-nos, ó Deus, usar vossos dons servindo-vos com liberdade, para que, purificados pela vossa graça, sejamos renovados pelos mistérios que celebramos em vossa honra. Por Cristo nosso Senhor.


Antífona de comunhão
Eis que o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria.

Ou 

O filho do homem veio dar a sua vida para a salvação dos homens.


Depois da comunhão
Dai-nos, ó Deus, colher os frutos da nossa participação na Eucaristia para que, auxiliados pelos bens terrenos, possamos conhecer os valores eternos. Por Cristo, nosso Senhor. 


Pedidos de Oração